Em operação, Polícia Civil desarticula quadrilha que praticava roubos em Sítio Novo e São Miguel

segunda-feira, 1 de outubro de 2018 às 15:45
Foto: Denis Tavares / SSP

Alan Milhomem / Voz do Bico

SÍTIO NOVO – Após investigações iniciadas em dezembro de 2017, a Polícia Civil do Tocantins conseguiu desarticular, na manhã desta segunda-feira (1º), uma quadrilha que praticava roubos nos estados do Tocantins e Maranhão. Na ação, foram presos Michael da Silva Carvalho, na cidade de Imperatriz (MA), e Mateus Alexandre de Oliveira Almeida em Sítio Novo do Tocantins. Também foram cumpridos mandados de prisão contra Francisco de Assis Novaes da Silva e Daivisson Sousa Santos, que já estavam presos na cidade maranhense, e Micael Sousa Rodrigues, preso na Cadeia Pública de Augustinópolis.

Em entrevista ao Portal Voz do Bico, o delegado Thyago Bustorff, que comanda investigações, disse que durante o levantamento de informações foi possível identificar três roubos praticados pela quadrilha em Sítio Novo, um em São Miguel e outros nas cidades maranhenses de Ribamar Fiquene e Governador Edison Lobão, além de um plano para um assalto em Goiânia (GO).

O delegado disse que as investigações começaram após um roubo no mês de dezembro na cidade de Sítio Novo. Os assaltantes entraram em uma casa e levaram certa quantia em dinheiro e um veículo Corola. Depois foi registrado outro roubo em uma fazenda no município. Na ação criminosa, foram levados dinheiro, pertences das vítimas e equipamentos da fazenda.

“Com as investigações do roubo na fazenda percebemos que o foi praticado pelo mesmo que roubou o Corola. Verificando o modus operandi da quadrilha, percebemos a similitude das ações, em que todos eles havia um levantamento prévio da existência de valores nos locais. Eles vinham do Maranhão fazer esses roubos lá [Sítio Novo], entravam nas residências, prendiam todas as vítimas, amarrava todo mundo e fazia a subtração”, explicou o delegado Thyago Bustorff.

Ainda segundo o delegado, a quadrilha é formada por sete integrantes e a maioria já tem passagens pela polícia por roubo de cargas. Com relação a Mateus Alexandre, o delegado disse que ele foi preso com um revólver calibre 38 e munições. Além disso, foram apreendidas duas espingardas na casa do tio dele. Veja o momento da prisão no vídeo acima.

“A informação que temos do Mateus é que ele forneceu arma de fogo para um desses crimes. Também tivemos acesso a filmagens e fotografias dele com arma de fogo. Vai ser lavrado o flagrante dele com relação a posse irregular de arma de fogo, em seguida será conduzido a Cadeia Pública de Augustinópolis e ficará à disposição do juiz da Comarca de Axixá do Tocantins”, relatou o delegado.

Com relação aos três presos em Imperatriz, eles foram encaminhados para o presídio local e ficarão à disposição do Poder Judiciário. Conforme Thyago Bustorff, foram feitos reconhecimentos por algumas vítimas e os próximos passos são fazer o interrogatório com os presos, ver o que pode ser acrescentado nas investigações e concluir o inquérito policial para ser encaminhado ao Poder Judiciário.

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook