Banco Central confirma mais um vazamento de chaves PIX, o 5º só em 2024

quinta-feira, 13 de junho de 2024 às 08:03
263 Visualizações
Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. – Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O Banco Central (Bacen) confirmou mais dois vazamentos de chaves PIX, afetando as empresas Iugu e Pagcerto, ambas especializadas no processamento de pagamentos digitais. Este é o quinto vazamento de chaves PIX registrado só em 2024. A boa notícia é que dessa vez o vazamentos não compromete dados pessoais dos usuários brasileiros, mas cerca de 22 mil chaves foram afetadas.

Banco Central confirma o quinto vazamento de chaves PIX em 2024

Os vazamentos foram considerados minoritários, pois não envolveram o comprometimento de informações pessoais sensíveis dos cidadãos afetados. Segundo o Bacen, apenas dados cadastrais foram expostos, insuficientes para confirmar identidades ou autorizar transferências financeiras.

  • Pagcerto: O primeiro incidente ocorreu entre os dias 23 e 24 de abril, com 2.197 chaves vazadas.
  • Iugu: O segundo incidente aconteceu entre 21 e 27 de maio, resultando no vazamento de 19.489 chaves.
Publicidade

Até o momento, nenhuma das empresas envolvidas se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido e o Banco Central não especificou o que causou esses vazamentos.

Notificação aos usuários

As pessoas afetadas pelos vazamentos serão notificadas exclusivamente através dos aplicativos ou internet banking de suas instituições financeiras. O Bacen destacou que nem ele nem as instituições financeiras utilizarão outros meios de comunicação, como mensagens de aplicativos, chamadas telefônicas, SMS ou e-mails para notificar os usuários afetados.

Alé disso, a entidade confirmou que todas as medidas necessárias para uma apuração detalhada do caso foram adotadas. Após a identificação das causas dos vazamentos, serão tomadas as ações cabíveis para responsabilizar as empresas envolvidas.

Como se proteger de vazamentos e golpes via PIX

Fique atento aos golpes. Fonte: M3Midia; Fotógrafo: Adriano Maas

O PIX é o método de transferência de dinheiro mais popular no Brasil, com mais de 753 milhões de chaves cadastradas entre 164 milhões de usuários. Dada a sua natureza digital, é crucial adotar medidas de segurança para proteger suas transações:

  1. Crie apenas as chaves necessárias: Evite criar muitas chaves PIX desnecessárias.
  2. Mantenha sigilo: Divulgue suas chaves PIX apenas quando necessário, como em transações seguras ou recebimento de salário.
  3. Cuidado com QR codes: Verifique a autenticidade dos QR codes antes de usá-los.
  4. Evite redes Wi-Fi públicas: Prefira conexões seguras, como 5G ou a internet da sua casa/trabalho.
  5. Confirme dados do destinatário: Sempre verifique os dados antes de realizar uma transferência.
  6. Desconfie de ofertas “boas demais”: Fique atento a ofertas suspeitas e monitore seu extrato bancário.
  7. Proteja seus dispositivos: Mantenha o sistema operacional e os aplicativos atualizados, utilize autenticação em dois fatores e crie senhas fortes e únicas.
  8. Cuidado com phishing: Nunca clique em links ou anexos suspeitos e não forneça informações pessoais em contatos não solicitados.

Caí em um golpe. O que fazer?

Se você for vítima de um golpe, registre imediatamente um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima ou pelo site da Polícia Civil do seu estado. A rápida ação pode ajudar a minimizar os danos e facilitar a investigação das autoridades.

Manter-se informado e adotar práticas de segurança são fundamentais para proteger suas finanças e evitar transtornos com o uso do PIX.

 – Editor

Adalton Bonaventura atua na criação de conteúdos para internet desde 2011. Ficou apaixonado por games e tecnologia ainda na infância quando teve o seu primeiro videogame, um Magic Computer PC-95. Jornalista registrado sob nº 0023105/MG. Contato: [email protected]

(OFICINA DA NET)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook