Menina de dois anos fica entre a vida e morte após engolir pequena bateria de lítio

terça-feira, 16 de maio de 2017 às 16:15

Sabemos que crianças são curiosas e travessas, e é comum que tenham comportamentos erráticos, como subir onde não devem ou engolir o que não é comestível.

Publicidade

Este foi exatamente o caso de Kacie Barradell, uma menina de apenas dois anos que ficou entre a vida e a morte após engolir uma pequena bateria de lítio. Ela estava em sua casa na Inglaterra quando encontrou duas pequenas pilhas em formato de botão.A pilha em questão é a chamada “bateria botão de lítio” (ou pilha moeda), possui um formado cilíndrico e achatado e é considerada altamente tóxica e corrosiva.

Dias depois, Kacie começou a apresentar sintomas de diarreia, vômitos e problemas para respirar. Sem saber o que poderia estar causando isso, seus pais a levaram às pressas para o hospital, onde ficou sob cuidados intensivos. A família descobriu que uma pequena pilha teria causado toda essa situação, resultando em danos severos no esôfago e artérias da criança, além de também ter afetado sua habilidade para caminhar.

Kacie hoje está lutando por sua vida. Enquanto passava por todo o trato digestivo, a bateria causou estragos devido à sua composição química, forçando a criança a ser alimentada por tubos. Os médicos disseram à mãe, Cheryl Bell, que há 40% de chances de que Kacie não sobreviva e, mesmo que o faça, há 50% de chances de que fique paralisada da cintura para baixo.

Cheryl agora se dedica a alertar outros pais sobre os danos que acompanham as baterias de lítio, especialmente as em formato de botão. Kacie atualmente se encontra internada em um hospital infantil de Birmingham, onde ficará por mais um mês para passar por uma segunda cirurgia.

(JORNAL CIÊNCIA)

-- Publicidade --