52% das famílias no Maranhão ainda usam lenha ou carvão para cozinhar, aponta IBGE

quinta-feira, 23 de maio de 2019 às 15:47
O número registrado em 2018 é o maior nos últimos três anos. – Foto: Internet

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (22) novos dados de 2018 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), como o tipo de combustível utilizado para a preparação de alimentos nos lares brasileiros.

Segundo o levantamento, 52,2% dos domicílios maranhenses ainda usavam lenha ou carvão para cozinhar. Ao todo, o percentual representa mais de um milhão de famílias em todo o Maranhão. O número registrado em 2018 é o maior nos últimos três anos, quando o percentual apresentou aumento de 7,3%. Veja no gráfico.

Em nota, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), informou que tem “investido e executado ações volumosas para a redução do índice pobreza, vulnerabilidade social e alimentar de famílias maranhenses”, como o programa de transferência de renda Bolsa Escola, a implantação de 26 Restaurantes Populares, além da criação de um Banco de Alimentos.

Dados nacionais

A nível nacional, apenas o Pará (57,5%) supera o Maranhão no percentual de domicílios que ainda usam esses combustíveis no preparo de alimentos. Em 2016, a taxa era de 44,9% em ambos os estados.

Já o menor percentual foi registrado no Rio de Janeiro: em 2018, 1,8% dos domicílios usavam carvão ou lenha para cozinhar. Em 2016, no entanto, essa taxa era de 1%.

Em todo o país, 14 milhões de famílias brasileiras usavam lenha ou carvão para cozinhar em 2018. O número representa quase 20% das famílias brasileiras – ou seja, a cada cinco famílias, uma usava lenha ou carvão para cozinhar no ano passado. Em 2016, essa fatia era de 16%, ou pouco mais de uma a cada seis famílias.

(G1/MARANHÃO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook