Caminhoneiro é detido após ser flagrado com arrebite na BR-316 no MA

quarta-feira, 6 de março de 2019 às 17:34
Caminhoneiro é detido após ser flagrado com arrebite na BR-316 em Caxias — Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

Um caminhoneiro, que não teve a sua identidade revelada, foi detido na terça-feira (5), na BR-316, no município de Caxias, a 360 km de São Luís, após ser flagrado com 16 comprimidos de Nobésio extra-forte e outra cartela com 5 comprimidos já consumidos, anfetamina que é popularmente conhecida como “arrebite”.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), policiais rodoviários realizavam abordagens no Km 543 da BR-316 quando deram ordem de parada a um homem de 41 anos que conduzia um caminhão com placas do estado de Pernambuco. O veículo estava carregado com 18 toneladas de banana provenientes de Santa Maria da Boa Vista, em Pernambuco, e tinha como destino a cidade de Belém, no Pará.

De acordo com a PRF, ao entrevistar o motorista os policiais perceberam que havia algo de errado e resolveram fazer uma busca pessoal e no veículo, quando foi encontrado no interior da cabine do caminhão 16 comprimidos de Nobésio e outra cartela com 5 comprimidos já consumidos. O medicamento é utilizado pelos motoristas como inibidor de sono, de forma a prolongar o tempo acordado e poder dirigir por longas distâncias.

O motorista revelou aos policiais rodoviários que já dirigindo há mais de 13h seguidas sem paradas maiores que 30 minutos. Indagado sobre a presença da anfetamina no interior do caminhão, o motorista informou que fazia o transporte de bananas do Pernambuco para Belém e devido ao “horário” ser apertado para percorrer a rota, fez uso da substância para dirigir o máximo de tempo possível sem paradas. Ele revelou ainda a PRF que tinha adquirido a cartela com 15 comprimidos ao preço de R$ 35,00 em um Posto de Combustíveis.

Diante do flagrante, o caminhoneiro foi detido pela equipe da PRF, pois a sua conduta foi considerada crime de consumo e porte de drogas. Após o flagrante, foi lavrado o Termo Circunstaciado de Ocorrência (TCO) pela PRF para a adoção das medidas cabíveis.

(G1/MARANHÃO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook