Ex-delegado viola tornozeleira eletrônica 99 vezes e é preso em Barra do Corda

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019 às 09:27
Idaspe Perdigão, ex-delegado de Esperantinópolis. (Divulgação)

BARRA DO CORDA – A polícia efetuou, na manhã de sábado (5), a prisão do ex-delegado de Esperantinópolis, Idaspe Perdigão Freire Júnior, no município de Barra do Corda, a 462km de São Luís. De acordo com informações policiais, Idaspe Perdigão cometeu, em três meses, 99 violações contra a tornozeleira eletrônica que precisa usar para cumprimento de medidas cautelares. Entre as violações, o ex-delegado não carregava a bateria da tornozeleira e saía do local onde deveria permanecer.

Idaspe Perdigão foi preso pela primeira vez no dia 8 de agosto de 2018, em operação realizada pela Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor). O mandado de prisão preventiva contra o ex-delegado foi cumprido após suspeitas de irregularidades envolvendo veículos e procedimentos na delegacia. Antes disso, em julho, a polícia prendeu um carcereiro e um funcionário municipal, suspeitos de participação no esquema criminoso.

Após sua primeira prisão, Idaspe Perdigão conseguiu um habeas corpus para responder ao processo em liberdade, usando tornozeleira eletrônica, mas, com as violações nos últimos meses, o ex-delegado foi encaminhado para um presídio da Polícia Civil em Barra do Corda.

(IMIRANTE)

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook