Parentes de jovens desaparecidos protestam em frente à delegacia cobrando solução para o caso

segunda-feira, 10 de setembro de 2018 às 14:33
Foto: Divulgação

PORTO FRANCO – Parentes e amigos dos jovens Wanderson Gustavo Rocha Sales, 18 anos, e Daniel Teles, protestaram, na manhã desta segunda-feira (10), em frente à Delegacia da Polícia Civil de Porto Franco, cobrando respostas das autoridades sobre o desaparecimento dos dois jovens, que saíram da cidade de Estreito (MA) para São João do Paraíso (MA), no dia 31 de agosto, e não foram mais vistos.

A família teme que os jovens tenham sido mortos, pois foram encontradas as sandálias de Wanderson e Daniel, manchas de sangue e cápsulas de balas em um trecho da rodovia que liga Porto Franco a São João do Paraíso. Um primo de Wanderson informou aos familiares que chegou a ver a dupla em São João do Paraíso no dia da festa.

Wanderson Gustavo. Foto: Divulgação

A mãe de Wanderson, Cristiane Marinho, procurou a delegacia de Estreito e registrou boletim de ocorrência na segunda-feira (2) informando o desaparecimento do jovem, mas até o momento não teve respostas sobre o caso.

O pai e um tio de Wanderson, além de um outro parente de Daniel Teles, foram até a rodovia próximo a Porto Franco, onde teria sido realizada uma blitz pela polícia e encontraram os chinelos de ambos os desaparecidos e registraram novo boletim de ocorrências relatando o achado. As famílias das vítimas cobram esclarecimentos sobre o caso.

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook