Eleição no senado – dos males o menor

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019 às 11:43
Foto: Divulgação

*Por Alday Machado de Oliveira

A vitória de Davi Alcolumbre para presidir o Senado foi a vitória do “voto aberto”, algo bastante necessário e útil para a sociedade.
.
Este voto aberto foi o responsável pela derrocada de Renan Calheiros, que era o forte candidato se o voto pudesse ser secreto, às escondidas da sociedade – que não queria Renan, por seu passado nefasto, inclusive com processos na Lavajato.
.
Do ponto de vista político, o partido democratas da base política principal do Bolsonaro sai fortalecido e o Ministro Onyx demonstra sua força ao emplacar o presidente da Câmara e do Senado.
.
No entanto o Governo também conquista um importante opositor no Senado – que será o agora amargurado Renan Calheiros, personagem altamente influente no PMDB, principal partido do Senado, com 12 senadores e 56 deputados na Câmara Federal.
.
Cabe relembrar que a Ex-Presidente Dilma começou “abrir sua cova” quando brigou pela presidência da Câmara, com ninguém menos que e Eduardo Cunha – do PMBD. A disputa Dilma x Eduardo, produziu o acirramento dos dois principais partidos (PMDB X PT). Em ato subsequente, o PT não o ajudou a se livrar do conselho de Ética da própria Câmara. E Estes dois fatos corroboraram para que Eduardo Cunha abrisse o processo de impeachment que culminou com a cassação de Dilma.
Do ponto de vista do Governo, é muito importante a vitória de um aliado, como o DEM, para comandar as duas Casas (câmara de Rodrigo Maia e agora o Senado de Alcolumbre). Entretanto em política, tão importante quanto saber escolher seus aliados, é saber “escolher seus opositores políticos”. Renan Calheiros não é um bom nome para ter como desafeto político, pois tem muita influência no Congresso, o que invariavelmente vai dificultar as tão sonhadas aprovações das reformas que Bolsonaro almeja, em especial a da Previdência.
Entretanto, mesmo não sendo o melhor dos mundos, ter um partido hegemônico nas duas casas – como vai ser o caso do DEM -, sem dúvida nenhuma é melhor ter um desconhecido Davi Alcolumbre na presidência do Senado, do que uma conhecida raposa velha como Renan Calheiros.

É bom ficar de olho. É só o primeiro round.

Alday Machado de Oliveira é advogado e Administrador de Empresas, Pós Graduado em Gestão Estratégica – USP e Gerenciamento de Projetos – FGV e pós em Administração Financeira.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook