Uepa inaugura turma de graduação superior para indígenas em aldeia no Pará

sábado, 8 de janeiro de 2022 às 10:27
46 Visualizações
Aulas vão ocorrer na própria aldeia do povo do Cateté, na região de Carajás. — Foto: Ascom Uepa

A Universidade do Estado do Pará realizou a aula inaugural do Curso de Licenciatura Intercultural Indígena para o Povo Xikrin do Cateté, na região de Carajás, no Pará. A turma, formada por 50 indígenas, é a primeira de graduação superior ofertada para os indígenas do Cateté.

As aulas, assim como o evento que abriu as atividades do curso, serão realizadas na aldeia. A turma, composta por 49 homens e uma mulher, deve se formar em 2025.

Seleção para o curso foi realizada entre novembro e dezembro de 2021. — Foto: Ascom Uepa
Publicidade

A seleção para o curso foi realizada entre novembro e dezembro de 2021. Os indígenas aprovados passaram por duas etapas do processo seletivo, realizadas presencialmente na Escola Indígena de Ensino Fundamental Bep Karotin Xikrin. Na 1ª etapa, os candidatos tiveram prova escrita de redação Já na segunda, foi feita uma entrevista.

De acordo com a Uepa, a demanda por formar licenciados vem desde 2013, no entanto só agora foi possível ofertar as vagas.

“É uma demanda específica, pois é uma solicitação do povo, para que se tenha professores indígenas formados para atuar nas suas escolas”, explica a instituição.

Turma é composta por 49 homens e uma mulher. Estudantes indígenas devem se formar em 2025. — Foto: Ascom Uepa

O curso de Licenciatura Intercultural Indígena possui carga horária total de 4.200 horas, que é distribuída em aulas de 50 minutos e organizada em 3 grupos que se referem, basicamente, ao conteúdo abordado, à prática pedagógica, ao estágio supervisionado e também ao desenvolvimento do Trabalho do Conclusão.

A turma ‘Xikrin do Cateté’ conta com o financiamento do Programa Forma Pará, do governo do estado.

(G1 PARÁ)

-- Publicidade --