Jets e Parajets 2019 serão lançados nesta quinta-feira (4) no Palácio Araguaia, em Palmas

terça-feira, 2 de abril de 2019 às 15:39
47 Visualizações
A organização estima a participação de 20 mil alunos nos jogos. Sugestão para legenda. Foto: Marcio Vieira / Governo do Tocantins.

PALMAS – A 29ª edição dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) será lançada pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) nesta quinta-feira (4), às 15h, no auditório do Palácio Araguaia, em Palmas. Na oportunidade, também será lançada também a 6ª edição dos Jogos Estudantis Paradesportivos do Tocantins (Parajets).

No lançamento, será apresentado o formato dos jogos e o calendário oficial, bem como a divulgação do site oficial dos jogos com histórico das competições, dados e informações relevantes sobre competidores e os jogos, além do atual regulamento dos Jets e Parajets.

Publicidade

A ação contará também com homenagens aos campeões dos Jogos Escolares da Juventude e Paralimpíadas Escolares de 2018, que conquistaram medalhas nas etapas regional nacional e nacional. Ex-atletas dos Jogos irão participar do evento para contar experiências de sucesso por meio do esporte.

Em 2019, a organização estima a participação de mais de 20 mil estudantes no Jets e Parajets. Nos Jets, os estudantes são divididos nas categorias de 12 a 14 anos e 15 a 17 anos, nas modalidades atletismo, tênis de mesa, xadrez, natação, futsal, voleibol, ciclismo, ginástica rítmica, basquete, badminton, handebol, judô e voleibol de praia. Já nos Parajets, eles também são divididos nas categorias de 12 a 14 anos e 15 a 17 anos, e as modalidades são: atletismo, bocha, tênis de mesa, natação e judô.

Os Jets e Parajets têm como objetivo a formação integral do aluno. Visa ainda fomentar a prática do esporte educacional, promover intercâmbio sociocultural através do esporte e paradesporto, afastar os jovens da ociosidade, violência e das drogas; além de utilizar a prática esportiva como um fator de inclusão social, possibilitando a identificação de talentos esportivos e paradesportivos. As competições ainda oportunizam a participação dos alunos da comunidade indígena, promovendo a inclusão. (Redação Voz do Bico, com informações da Assessoria) 

 

 

 

 

 

 

-- Publicidade --