Reunião oficializa a criação da Escola Militar em Augustinópolis

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019 às 10:21
Auditório do LA SALLE é lotado com pais de estudantes em busca de maiores informações sobre o funcionamento do Colégio Militar de Augustinópolis. – Foto: Paulo Palmares/ VB

AUGUSTINÓPOLIS – Assessores da Secretaria Estadual de Educação juntamente com a Polícia Militar realizou no final da tarde dessa quinta-feira (17) uma reunião com os pais dos alunos da Escola Comunitária de Augustinópolis (Esca) com o objetivo de apresentar as diretrizes de implantação do ensino militar no Centro Estadual de Educação La Salle. Centenas de pais presentes tomaram conhecimento oficialmente da implantação e funcionamento do Colégio da Polícia Militar (CPM) e suas particularidades, baseado principalmente na disciplina.

Kelma Tavares representando a Seduc fornece as explicações sobre transferência dos alunos da Esca para o novo CPM. – Foto: Paulo Palmares

Kelma Tavares, assessora de gabinete da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), antes da reunião com os país se reuniu reservadamente em uma sala com a direção da Esca, La Salle e membros da diretoria e fundadores da Escola Comunitária onde foi dirimido dúvida e principalmente a questão pela qual os alunos da Esca deveriam migrar de escola: “O governo do estado não renovará o contrata que mantinha com a escola o que possibilitava seu funcionamento”.

ENSINO MILITAR

O tenente Auricelio, que assumirá a direção do CPM La Salle, em sua apresentação ressaltou os inúmeros resultados positivos que o modelo de ensino vem apresentando no Tocantins com ganho expressivo na formação dos jovens, e isto, conforme o próprio tenente, a implantação do ensino militar em Augustinópolis gerou uma grande expectativa por parte dos pais, fato que suscitou uma procura maior por vagas na escola. Deve se ressaltar que conforme as matrículas devem surgir novas vagas para estudantes que não são do La Salle e nem oriundos da Esca. Conforme dito há uma lista de espera.

Conforme as explicações do tenente o sistema de ensino será implantado por policiais militares que passarão a atuar na escola junto aos alunos e professores. Os procedimentos, metodologia de funcionamento, principalmente no quesito “disciplina”, serão os mesmos adotados em outras cidades do Tocantins, que resultou em significativas melhorias e sensivel aproveitamento dos estudantes, se tornando referência no ensino nas cidades onde estão inseridas.

REPRESENTANTES

Como representantes da Secretaria de Estado da Educação também participaram do evento Sílvio Inácio, do gabinete da secretária, representando a Delegacia Estadual de Educação estava Karla Santana, Joelma Lopes, Railda Cristina e, Luiz Carlos Pereira, diretores, professores da Esca e La Salles e outros servidores. Todos, conforme informado serão absorvidos pela nova escola militar.

Apresentação dos uniformes. – Foto: Paulo Palmares

(Redação Voz do Bico)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook