UFT lança cartilha sobre autismo para ajudar famílias de pessoas com TEA

sexta-feira, 19 de novembro de 2021 às 11:08
Imagem: Divulgação.

TOCANTINS – Com o objetivo de promover esclarecimentos que contribuam para a conscientização da sociedade acerca do autismo, o projeto de pesquisa e extensão Transtorno do Espectro Autista no Âmbito das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TEA-TDIC) e a Universidade Federal do Tocantins (UFT) desenvolveram uma cartilha sobre o autismo, com definições e informações quanto aos direitos assegurados na legislação brasileira, intervenções terapêuticas, orientações sobre a rede de suportes existente no Sistema Único de Saúde (SUS).

Tendo como público-alvo pessoas com autismo e seus familiares, bem como a sociedade em geral, a cartilha “Vamos dialogar sobre o TEA?” está sendo disponibilizada através deste link.

Publicidade

A intenção é que, a partir das orientações contidas no material, as pessoas possam encontrar os caminhos para buscar direitos para iniciar ou aprimorar os suportes necessários que contribuirão com a qualidade de vida da pessoa autista e da sua família.

Com uma linguagem leve e explicativa, as informações são apresentadas de uma forma criativa, com ilustrações, a partir da realidade de uma família que convive com o autismo. Na primeira parte da cartilha, é compartilhada a história da pequena Lucinha, diagnosticada com autismo, e de sua família.

Através da história central da cartilha, são abordados tema como: manifestações do autismo, características, níveis diferentes relacionados às peculiaridades de cada caso e o apoio necessário para realização de atividades cotidianas. Também são apresentadas as intervenções e as comorbidades associadas ao autismo. Ainda são informados todos os direitos das pessoas com autismo, nas diferentes áreas, e onde buscar atendimento no estado.

Colaboradores

A elaboração da cartilha conta com uma equipe técnica multiprofissional com colaboradores do Instituto de Desenvolvimento Regional da UFT, cuja coordenação é do professor Waldecy Rodrigues; do Projeto TEA-TDIC, sob a coordenação dos professores George França e Kátia Rose Pinho; e de membro da organização não governamental Anjo Azul.

(Sucom)

-- Publicidade --