Augustinópolis: Primeira etapa do campo de futebol no quartel da PM é apresentada a empresários

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 às 17:32
Foto: Paulo Palmares / Voz do Bico

Redação Voz do Bico

AUGUSTINÓPOLIS – A primeira etapa do campo de futebol do futuro quartel da 2ª Companhia da Polícia Militar, em Augustinópolis, se encontra pronta. A obra de terraplenagem teve apoio de vários empresários e profissionais liberais da cidade. Para agradecer o apoio, o capitão Rondinele, comandante da companhia, ofereceu um café da  manhã nesta segunda-feira (11) aos filantrópicos. O evento foi no auditório do Ministério Público Estadual.

O comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, major W. Costa, e o promotor de Justiça, Paulo Sérgio, participaram do evento e fizeram uma visita no local da obra. O capitão Rondinele foi enfático ao dizer que sem o apoio do empresariado a obra seria praticamente impossível. “Os convidamos aqui para dizer aos senhores e senhoras o quanto somos gratos pelos serviços e apoio de todos”, afirmou.

Já o major W. Costa ressaltou que a proximidade de PM com a comunidade facilita o diálogo para a viabilização de projetos sociais como da Escolinha e também para a segurança da comunidade. A Escolinha de Guardiões, que integra o Projeto Aprender e Proteger por meio do Esporte, é uma iniciativa do 9º BPM, responsável pelo policiamento em 14 municípios do Bico do Papagaio. A unidade de Augustinópolis será a segunda do batalhão e deve atender entre 250 e 300 crianças.

A doação do terreno localizado na avenida Itaúba, bairro Bela Vista, ao Estado do Tocantins com a finalidade exclusiva da construção do quartel do 2º Pelotão Operacional da Polícia Militar foi realizada por meio do  Projeto de Lei nº 647/2016. A doação foi aprovada pelo plenário da Câmara Municipal e a sancionada pela então prefeita Deijanira Almeida, em junho de 2016.

Opinião

“Projetos desta natureza, seja da iniciativa de quem for, tem sempre de ter apoio da sociedade. A finalidade é a mais nobre possível. Proporcionar qualidade e oportunidade de vidas para crianças carente”, Cássia Cayres, advogada e presidente do Sindicato Rural de Augustinópolis.

“Para nós é uma inciativa grandiosa, muito nobre, uma vez que estamos colaborando com um dos princípios da Polícia Militar, que é a prevenção. Com o trabalho que pretendem desenvolver, estarão tirando muitas crianças das ruas ou de uma convivência que não lhes faz bem. Todos participaram de coração porque sabem que o maior beneficiário final será a sociedade”, Rony Teodoro, empresário augustinopolino.

“O Ministério Público recebe com muita satisfação esse cooperação muito bonita e louvável entre a Polícia Militar e o empresariado local, que tem a finalidade de tirar crianças das ruas em um trabalho social que dará com certeza bons frutos para a nossa cidade”, Paulo Sérgio, promotor de Justiça.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook