Prefeitura de Axixá corta progressões de professores em até 10%, diz Sindicato da Educação

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019 às 15:26
Foto: Divulgação

AXIXÁ – O Sindicato dos Servidores em Educação de Axixá do Tocantins divulgou nota de repúdio contra a redução das progressões dos professores da rede municipal. Conforme o sindicato, a redução será 10% para quem tem progressão de 15% e corte de 4% para quem recebe 8%.

O pagamento das progressões é feito, conforme projeto aprovado pela Câmara de Vereadores e sancionado em 2011, aos professores após conclusão de pós-graduação ou outro curso relacionado à área.

Publicidade

“Repudiamos mais uma vez a atitude repugnante do atual prefeito, Damião Castro, que insiste em reduzir os salários dos servidores, retirando direitos adquiridos por méritos dos próprios professores através de estudos de graduação e pós-graduação e aprovados por lei pela Câmara de Vereadores do município de Axixá do Tocantins”, afirma a nota assinada pela presidente do sindicato, Luzanira Lima.

Ainda segundo a nota, a classe vê como abusiva e desrespeitosa a atitude do gestor municipal, sob alegação que os recursos do Fundeb não são suficientes para o pagamento da folha. O sindicato rebate a alegação do prefeito e diz que a folha tem muito contratos. “A folha está cheia de contrato e desvio de função para satisfazer aliados políticos do prefeito e todos pagos com os recursos que vem especificamente para os servidores que estão na ativa na educação”, diz a nota.

Conforme o Sindicato dos Servidores em Educação de Axixá, o município conta com 182 professores efetivos e seria suficiente para atender a demanda. O Portal Voz do Bico entrou em contato com a Prefeitura de Axixá e aguarda resposta.

Araguatins e Axixá são os municípios do Bico do Papagaio com maior receita do Fundeb em 2018

-- Publicidade --

Comentários no Facebook