Totalização dos votos no Maranhão foi concluída às 2h13 do dia 16 de novembro

terça-feira, 17 de novembro de 2020 às 09:57
Em São Luís, às 23h30 foi feito o anúncio oficial dos vencedores da eleição da capital. Braide e Duarte Jr se enfrentam pelo 2º turno, no dia 29 de novembro. – Foto: Internet

A totalização dos votos em 2020 ocorreu de forma diferente em todo o país, o que refletiu no Maranhão, por consequência. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), os votos terminaram de ser contados no estado às 2h13 do dia 16 de novembro.

Seguindo orientação da Polícia Federal, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu centralizar a totalização no órgão para só depois liberar os dados aos regionais, o que ocasionou lentidão nos resultados. Em entrevista coletiva, o ministro Luís Roberto Barroso explicou que a medida foi necessária para prevenir qualquer tentativa de ataque aos sistemas da Justiça Eleitoral e que ainda uma das máquinas que funcionam como central de dados do Tribunal teve que ser reparada após uma pane, o que gerou o atraso na divulgação dos resultados.

Publicidade

No Maranhão, às 23h30, o anúncio dos vencedores da eleição de São Luís, capital do estado, foi oficialmente feito pelos desembargadores Tyrone Silva (presidente) e Joaquim Figueiredo (corregedor) e pelo juiz Brígido Lages (1ª zona) em coletiva de imprensa realizada na sede do TRE-MA, transmitida ao vivo pelo canal do Youtube.

Abstenção

Devido a pandemia causada pela Covid-19, como era de se esperar, a abstenção acabou sendo maior que a de 2016. No estado, 18,60% dos eleitores deixaram de votar. Em 2016, a abstenção foi de 15,90%. Em São Luís, foi de 20,92%.

Justificativa e denúncias

Pelo aplicativo Pardal continua sendo possível registrar denúncias de crimes eleitorais, propaganda irregular e pelo aplicativo e-título até 60 dias após as eleições é possível justificar a ausência às urnas. A justificativa também pode ser feita de forma presencial ou pelo sistema Justifica, hospedado nas páginas eletrônicas dos Tribunais Regionais Eleitorais. Para tanto, o eleitor deve anexar um comprovante do motivo de sua ausência, para deferimento ou não por parte do juiz do pedido.

Substituição de urnas

Durante a votação, que este ano ocorreu entre as 7h e 17h, 59 urnas foram substituídas pelas de contingência e as demais os problemas foram solucionados pelos profissionais de apoio às eleições.

Auditoria do processo eletrônico de votação

Os trabalhos da Comissão de Auditoria, presidido pelo juiz Júlio Praseres, confirmaram, mais uma vez, a confiabilidade da urna eletrônica no processamento dos votos. A Justiça Eleitoral estimula que eleitores tirem fotos dos boletins emitidos pelas urnas de suas seções eleitorais e depois comparem com os enviados para que possam verificar a autenticidade. Antes das eleições, a JE ainda promove testes públicos de segurança, dando oportunidade para que especialistas tentem atacar os sistemas, o que nunca foi concretizado.

Números

No Maranhão são 217 cidades distribuídas em 105 zonas eleitorais. O número total de seções eleitorais é 14.041 em 5.556 locais de votação. Foram utilizadas 16.632 urnas eletrônicas (entre efetivas e de contingência) e funcionaram juntas especiais em 31 cidades e mais 81 postos avançados de transmissão (locais de difícil acesso).

Participaram 913 servidores, 98 estagiários, 205 oficiais de justiça, 640 auxiliares de apoio e 195 terceirizados. Já o número de mesários que trabalharam foi de 56.132, 3.094 auxiliares e 3.995 supervisores de prédio, além de 40 voluntários da Cruz Vermelha.

(G1/MARANHÃO)

-- Publicidade --