Hospital do Sudeste do Pará proporciona atividades lúdicas para pacientes e familiares

sexta-feira, 31 de maio de 2024 às 08:31
288 Visualizações

Ação foi idealizado por voluntários e garantiram momentos de alegrias e bem-estar no Hospital Regional Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá. – Fotos: Ascom HRSP

MARABÁ – Em meio à rotina tensa e desafiadora, no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, um projeto vem colorindo os dias de pacientes e familiares: o “Plantão do Amor”. Idealizado por voluntários, a iniciativa leva alegria e conforto aos corredores da unidade, humanizando o ambiente hospitalar e proporcionando momentos inesquecíveis.

Publicidade

Josiane Silva, 39 anos, moradora de Jacundá, encaminhada para realizar exame de ressonância magnética na unidade do Governo do Pará, destacou a importância do projeto. “Estava nervosa com a realização do exame, mas a presença dos palhaços trouxe sensação de calma e alívio. Eles conseguem transformar um dia difícil em um momento mais leve e alegre,” relatou a usuária.

Os voluntários do “Plantão do Amor” se vestem como palhaços e utilizam técnicas de humor e interação lúdica para criar um ambiente mais humanizado e acolhedor. As atividades incluem brincadeiras, músicas e pequenas encenações que visam distrair os pacientes e seus familiares, proporcionando uma pausa das preocupações cotidianas.

Marcos Costa, 42 anos, morador de Marabá, encaminhado para consulta especializada com ortopedista na unidade, destacou o impacto positivo da ação em sua experiência no hospital. “Estava apreensivo, mas a chegada dos palhaços mudou meu estado de espírito. É incrível como um gesto tão simples faz tanta diferença. Senti-me acolhido e confiante para enfrentar o tratamento,” explicou.

O grupo de voluntários do projeto percorrem as unidades de internação do hospital, em especial as alas pediátricas, levando atividades lúdicas e interativas para as crianças, proporcionando momentos de alegria que ajudam a aliviar o estresse e a ansiedade associados ao ambiente hospitalar.

Leenon Maycon Rocha, 8 anos, morador de Marabá, internado na clinica pediátrica, estava entre os pacientes mais entusiasmados com a visita dos palhaços. Sua expressão iluminada e sorriso contagiante evidenciaram o impacto positivo desses momentos de diversão no seu dia. “Foi muito legal! Eles me fizeram esquecer que estou no hospital e me senti feliz como se estivesse em casa brincando com meus amigos”, compartilhou o paciente mirim.
 
Voluntariado
Formado por acadêmicos da Faculdade de Medicina do Pará (FACIMPA), os voluntários do “Plantão do Amor” atuam na instituição regularmente desde o ano passado, oferecendo conforto e alegria aos pacientes. A estudante Karine Zucatelli, carinhosamente apelidada de “Doutora Algodão Doce”, destaca que o grupo visa promover o bem-estar emocional dos usuários.

“Nosso objetivo é garantir que cada paciente se sinta verdadeiramente especial e apoiado durante sua estadia no hospital. Acreditamos no poder do amor e da alegria para transformar vidas, especialmente em momentos difíceis. Ver o sorriso no rosto de cada pessoa que visitamos é uma verdadeira honra e uma recompensa inestimável”, ressaltou a doutora “Algodão Doce”.

Flavio Marconsini, diretor-executivo do hospital, apontou que existem estudos que enfatizam os benefícios emocionais da presença de palhaços em ambientes hospitalares, como redução do estresse e ansiedade, além de possível impacto positivo na saúde física dos pacientes.

“O trabalho dos voluntários é inspirador, eles trazem uma energia positiva que, aliviam não apenas o sofrimento físico, mas também proporcionam conforto emocional aos pacientes e suas famílias. Somos gratos pela dedicação e pelo carinho que eles demonstram diariamente, contribuindo para tornar a jornada dos paciente mais leve e esperançosa”, explicou.

Daiane Uzinski, analista de humanização da instituição, compartilhou que o programa de voluntariado da unidade continua aberto durante todo o ano. Aqueles que desejam participar e contribuir com ações de humanização podem entrar em contato diretamente com o hospital.

“Nosso objetivo é estender ainda mais esse projeto e alcançar cada vez mais pacientes, levando conforto, alegria e esperança a quem mais precisa. A participação da comunidade é fundamental para o sucesso dessa iniciativa tão especial. Juntos, podemos fazer a diferença na vida daqueles que enfrentam momentos difíceis em nossa instituição de saúde”, enfatizou a profissional.

(ASCOM HRSP)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook